Acusado de sequestrar avião em 68 admite crime nos EUA

Um fugitivo acusado de ter sequestrado um avião americano e o levado a Cuba em 1968 admitiu a responsabilidade pelo crime nesta quinta-feira nos Estados Unidos. No dia 24 de novembro de 1968 eu participei em uma conspiração para sequestrar um avião e o levei à Havana, Cuba, disse o americano Luis Armando Pena Soltren, de 67 anos a um juiz no tribunal em Nova York.

BBC Brasil |

Soltren disse que iniciou o sequestro ameaçando um atendente do voo que deveria seguir para Porto Rico com uma faca.

"Disse a ele que este era um sequestro e que precisava que ele abrisse a cabine do piloto", disse Soltren, por meio de um intérprete.

Defesa
Seu advogado, James Neuman, disse que Soltren realizou o sequestro por estar desesperado para voltar à Cuba para ver o pai, que estava hospitalizado e que seu cliente estava "profundamente arrependido".

Dois de seus cúmplices voltaram de Cuba para os EUA nos anos 70 e foram condenados a 12 e 15 anos de prisão, respectivamente.

Soltren se entregou à polícia americana quando voltou de Cuba em outubro, após 41 anos vivendo no país caribenho. A sentença dele deve ser anunciada em junho.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG