Polícia britânica vai usar detector de drogas para punir motoristas

Por BBC |

compartilhe

Tamanho do texto

Kit detecta presença de maconha e cocaína a partir de saliva de condutor

BBC

Kits que detectam se motoristas usaram substâncias ilegais vão estar disponíveis para as polícias da Inglaterra e do País de Gales dentro de alguns dias, após a aprovação de ministros.

De acordo com o Ministério do Interior, a análise de saliva indicará se o condutor usou maconha ou cocaína. Se o teste der positivo, o suspeito deverá ser submetido a um exame de sangue, realizado por médicos. O porta-voz do ministério afirmou que a tecnologia é "inovadora". O chefe da polícia, Mike Penning, aprovou os testes na semana passada.

"O governo está determinado a conduzir para fora das estradas a ameaça da combinação do volante com drogas", disse o porta-voz do Ministério do Interior. "Não só os motoristas sob efeito de drogas, mas também outros motoristas e passageiros inocentes correm risco de vida", afirmou.

Os policiais serão incentivados a usar a tecnologia "o mais rápido possível", garantiu o porta-voz. Acidentes ao volante causados pelo consumo de drogas provocam uma média de 200 mortes por ano, segundo dados do Ministério dos Transportes.

Uma nova lei, que entra em vigor em março de 2015, torna ilegal o uso de entorpecentes químicos, em determinadas quantidades, durante a condução de veículos. Atualmente, a polícia precisa provar que o motorista está incapacitado de dirigir devido ao consumo de drogas. O teste será realizado juntamente ao bafômetro.

Estudos sobre a influência da cocaína no trânsito indicam que motoristas ficam prejudicados quando usam a droga em altas doses ou durante períodos de abstinência. O governo diz acreditar que o uso da maconha prejudica a coordenação, percepção visual, monitoramento e atenção de quem está ao volante.

Leia tudo sobre: reino unidodrogas

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas