Veja a beleza das cavernas geladas do lago mais profundo do mundo

Por BBC Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Fotógrafo russo visitou Lago Baikal, no sul da Sibéria, que durante cinco meses ao ano é selado por camada de gelo

BBC

O fotógrafo russo Andrey Nekrasov fotografou as formações geladas das cavernas do Lago Baikal, no sul da Sibéria, na Rússia.

Conheça a home do Último Segundo

Castelos de gelo se tornam atrações turísticas em três Estados dos EUA

Situado no grande deserto da Sibéria, Baikal é o lago mais profundo do mundo, com 640 quilômetros de comprimento, 70 km de largura e 1,6 quilômetros de profundidade.

Durante cinco meses do ano, o lago é selado por uma camada de gelo com um metro de espessura.

Veja galeria de fotos:

O fotógrafo russo Andrey Nekrasov fotografou as formações geladas de cavernas nas margems do Lago Baikal, no sul da Sibéria, na Rússia. Foto: Andrey Nekrasov/ Barcroft MediaBaikal é o lago mais profundo do mundo, com 640 quilômetros de comprimento, e 1,6 quilômetros de profundidade. Foto: Andrey Nekrasov/ Barcroft MediaCom temperaturas abaixo de zero, o local foi fotografado depois que Nekrasov e seus amigos viram as cavernas durante um mergulho sob o gelo próximo da margem. Foto: Andrey Nekrasov/ Barcroft MediaGelo sazonal é formado em locais onde a temperatura do ar durante o verão fica acima de 0°C. Foto: Andrey Nekrasov/ Barcroft MediaExistem três tipos principais de cavernas formadas por gelo, e seus formatos são definidos por suas cavidades e pela circulação de ar no seu interior. Foto: Andrey Nekrasov/ Barcroft MediaBancos de neve formados após tempestades preenchem as cavidades perto das entradas da caverna, fazendo com que as temperaturas lá dentro fiquem mais baixas. Foto: Andrey Nekrasov/ Barcroft MediaEstalactites e estalagmites se formam com o gotejamento dentro das cavernas de água da chuva e neve derretida. Foto: Andrey Nekrasov/ Barcroft MediaNekrasov achou as formas e estruturas originais impressionantes. 'Estou surpreso com o poder e a beleza da natureza'. Foto: Andrey Nekrasov/ Barcroft Media

Apesar das condições adversas, há vida em Baikal, e 80% das espécies encontradas ali não existem em nenhum outro lugar do mundo.

Mergulhadores são atraídos para o local, e foi durante uma viagem que Nekrasov fotografou a estranha beleza do gelo na ilha Olkhon. Nekrasov achou as formas e estruturas originais impressionantes. "Estou surpreso com o poder e a beleza da natureza."

Leia tudo sobre: sibériarússialago baikal

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas