Presidente da Síria diz que não irá renunciar

Por BBC | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Negociações de paz para resolução de impasse que levou à guerra civil acontecem na próxima semana

BBC

O presidente da Síria, Bashar al-Assad, disse que não tem intenção de renunciar e que a questão não está em pauta nas negociações de paz que acontecem na próxima semana.

"Se quiséssemos nos render, o teríamos feito desde o início", Assad disse à deputados russos em Damasco, de acordo com a agência de notícias Interfax.

Horas depois, a presidência síria negou as afirmações que foram atribuídas à Assad. "O que a agência de notícias russa Interfax publicou como declarações do presidente Bashar Al Assad está errado", disse o serviço de imprensa da presidência síria, em comunicado, sem explicar se parte das declarações estava errada ou mal traduzida.

Conheça a home do Último Segundo

BBC
Simpatizante do presidente sírio, Bashar Al Assad, em Beirute

O governo, os grupos da oposição e diplomatas ocidentais irão participar de negociações de paz na Suíça, na próxima semana. Mais de 100 mil pessoas foram mortas, e milhões foram deslocados no conflito na Síria.

Grupos de oposição exigiram anteriormente a remoção de Assad como condição para qualquer discussão sobre um possível governo de transição.

Mas o Conselho Nacional Sírio, o principal órgão da oposição no exílio, anunciou no sábado que iria participar das negociações.

A decisão foi elogiada pelos Estados Unidos que, com a Rússia e a ONU, está assumindo um papel de liderança na organização das negociações.

Leia tudo sobre: Síria

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas