Simon Menner divulga fotos de aparatos usados por agentes secretos da Stasi, da antiga Alemanha Oriental

BBC

O antigo Ministério de Segurança Estatal da Alemanha Oriental, mais conhecido pelo nome de Stasi, manteve durante muito tempo a reputação de ser uma das agências de inteligência mais temidas do mundo. Fundado em 1950, o serviço secreto alemão empregou 274 mil pessoas até ser dissolvido, em 1989.

Mas as imagens do fotógrafo Simon Menner revelam outro lado do trabalho dos agentes da época. O alemão passou dois anos vasculhando os arquivos da Stasi, que até algum tempo eram confidenciais e restritos, para compôr seu livro Top Secret: Images from the Stasi Archives (Top Secret: Imagens dos Arquivos da Stasi, em tradução livre).

Veja as imagens dos disfarces:

O acervo pesquisado pelo fotógrafo demonstra as técnicas usadas pelos agentes da Stasi para transmitir sinais secretos.

O fotógrafo diz que embora hoje em dia as imagens encontradas lembrem mais uma festa à fantasia do que o trabalho de agentes secretos, a verdade é que a Stasi foi durante muitos anos uma das mais eficientes e repressoras agências de polícia secreta e inteligência do mundo.

Estima-se que a agência secreta tenha empregado um agente para cada 166 habitantes da antiga Alemanha Oriental, e em média uma a cada sete pessoas no país era um informante da polícia secreta.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.