Dameron foi acusado de ameaçar policiais ao telefonar para o serviço de emergência da polícia americana, o 911

BBC

O americano Richard Dameron, 58, do Estado de Ohio, foi condenado pela Justiça a uma pena incomum: terá de passar três horas por dia durante uma semana diante de uma delegacia de polícia segurando um cartaz de desculpas, em que ele diz ser "um idiota".

Dameron foi acusado de ameaçar policiais durante telefonemas para o serviço de emergência da polícia americana, o 911. Ele diz que estava alcoolizado no momento das ligações.

"Peço desculpas aos policiais por ter sido um idiota ao telefonar e ameaçá-los de morte. Peço desculpas e isso não vai acontecer novamente", diz o cartaz carregado por Dameron.

O mesmo juiz que o condenou já havia aplicado a estranha penalidade antes: forçou uma mulher a carregar um cartaz dizendo ser uma idiota depois que ela dirigiu pela calçada para desviar de um sinal de "pare".

Assista ao vídeo:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.