Senador dos EUA faz discurso inédito em espanhol

Por BBC Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Democrata Timothy Kaine, da Virgínia, usou pronunciamento no Senado para defender o projeto de reforma migratória, prestes a ser votado nos EUA

BBC

O senador Timothy M. Kaine, democrata do Estado americano da Virgínia, realizou um inédito discurso em espanhol na tribuna do Senado em defesa do projeto de reforma imigratória, prestes a ser votado nos EUA.

Dia 11: Reforma de imigração supera primeiro obstáculo em votação no Senado dos EUA

Getty Images
Senador Tim Kaine faz juramento de posse perante sua mulher e do vice-presidente dos EUA, Joe Biden (03/01)

NYT: Tecnologia e medidas de segurança reduzem imigração ilegal no Arizona

O ato simbólico foi uma manifestação em defesa do projeto, que visa a normalizar a situação de cerca de 11 milhões de imigrantes sem documentos nos EUA, a grande maioria deles de origem hispânica.

Foi a primeira vez que um senador em exercício realizou um discurso em espanhol na Câmara alta dos EUA. Algo que nem mesmo os três senadores de origem hispânica da Casa haviam realizado.

Em espanhol, Kaine afirmou: "Vamos demonstrar para este país e para o mundo que essa legislação não é nem republicana nem democrata, é fortemente bipartidária. É hora de aprovarmos uma reforma imigratória integral.

Mudança: Fronteira com México se transforma enquanto EUA buscam reforma migratória

Na terça-feira, o Senado aprovou por maioria dar início ao debate ao projeto de lei conhecido como "Segurança na Fronteira, Oportunidade Econômica e Modernização Migratória".

Em seu discurso, Kaine disse também: "Creio ser apropriado alguns minutos para explicar a legislação em espanhol, uma língua que vem sendo falada neste país desde que missionários espanhóis fundaram San Augustin, na Flórida, em 1565. O espanhol também é falado por quase 40 milhões de americanos que investiram muito no resultado deste debate."

Feito inédito

De acordo com os registros da Biblioteca do Congresso, nunca antes um senador havia discursado para seus colegas em um outro idioma durante uma sessão legislativa.

Cenário: Obama deportou mais imigrantes ilegais no 1º mandato que Bush em oito anos

Em 2005, a ex-senadora Mel Martínez, que é de origem cubana, incluiu algumas palavras em espanhol durante um pronunciamento. Em 2004, o senador por Dakota do Sul Thomas Daschle pediu uma tradução simultânea em lakota - o idioma do povo indígena sioux - de seu discurso realizado em inglês.

Segundo a assessoria de imprensa do senador, Kaine fala espanhol fluente e sua intervenção teve uma recepção calorosa por parte de seus eleitores e de seus colegas do Senado. A assessoria do senador afirmou que ele fala espanhol regularmente quando viaja pelo seu Estado e conversa com eleitores.

No início, quando Kaine foi viver em Virgínia, a assessoria do político conta que ele falava espanhol apenas ocasionalmente, quando alguém precisava de alguma tradução, mas por causa das mudanças demográficas registradas no Estado, ele conversa com alguém quase que diariamente em espanhol.

Congresso: Esforços por reforma migratória nos EUA preocupam base republicana

Sua campanha política para o Senado incluiu propaganda política em espanhol para o rádio e para a TV. Na região de Virgínia, situada perto da capital americana, Washington DC, vivem quase 1 milhão de imigrantes, em sua maioria de origem hispânica, muitos deles trabalhadores vitais para a economia agrícola desse Estado rural.

Acredita-se que o debate sobre reforma imigratória no Senado dure todo o mês de junho. Caso seja aprovado no Senado, o projeto passa para a Câmara dos Representantes, onde ele conta com uma forte oposição por parte de representantes republicanos, que constituem a maioria na Casa.

Leia tudo sobre: euaespanholreforma migratóriavirgíniakaine

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas