Colômbia treina mulheres para atuar como guardas de elite

Por BBC Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Unidade protege cidadãos que correm risco de vida, como sindicalistas, defensores dos direitos humanos e jornalistas; agentes em sua maioria são homens

BBC

Uma unidade especial do Ministério do Interior da Colômbia formada por agentes especializados em proteger cidadãos que correm risco de vida passou a contar com seus nove primeiros guardas do sexo feminino.

Em 2012: Exército Brasileiro se prepara para ter mulheres combatentes

As mulheres da Unidade Nacional de Proteção são treinadas para proteger diversos tipos de pessoas que, por causa de seu cargo ou à natureza de seus trabalhos, correm riscos para exercer suas funções.

Entre os protegidos pela Unidade estão sindicalistas, defensores dos direitos humanos, jornalistas e pessoas que abandonaram o conflito armado que há décadas é travado no país entre tropas do governo e guerrilheiros.

Embora os agentes, na maioria, sejam homens, as mulheres que entraram para esta unidade muitas vezes apresentam desempenho acima de seus pares do outro sexo, segundo instrutores.

Assista ao vídeo:


Leia tudo sobre: colômbiaproteçãoguarda de eliteunidade militar

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas