França leiloa mais de mil vinhos da adega presidencial

Por BBC Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Objetivo é arrecadar cerca de R$ 659 mil para bancar reforma do Palácio do Eliseu; valores estimados dos vinhos vão de R$39 a R$ 5,8 mil

BBC

Mais de mil garrafas de vinhos da adega da residência oficial do presidente francês devem ir a leilão em Paris no final deste mês, segundo a casa de leilões Drouot. O objetivo é arrecadar cerca de 250 mil euros (R$ 659 mil) para uma reforma do Palácio do Eliseu.

Vídeo: Tesouros de Maria Antonieta vão a leilão em Paris

França: Tribunal decide que leilão de máscaras sagradas deve ir adiante

No total, serão colocados à venda 1,2 mil garrafas, que correspondem a 10% da adega do palácio presidencial. Os valores estimados dos vinhos vão de 15 euros (R$ 39) a 2,2 mil euros (R$ 5.806) - no caso, um Petrus 1990.

Todos são vinhos franceses - principalmente da Borgonha e Bordeaux. "São vinhos usados em jantares e recepções da Presidência", explicou um porta-voz da Drouot à agência de notícias Reuters.

Testes teriam sido feitos para comprovar que todos os vinhos em leilão podem ser consumidos imediatamente após a compra. A adega presidencial foi criada em 1947 e os vinhos vendidos serão substituídos por vinhos mais baratos.

Lucros remanescentes da venda serão remetidos aos cofres do Estado. Em março, o governo britânico também anunciou a venda de alguns de seus vinhos franceses vintage como parte de uma operação para racionalizar seus gastos.

Leia tudo sobre: françaleilãoadegavinhopresidentepalácio do eliseu

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas