Diário ajuda a incriminar marido por morte de esposa no Reino Unido

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

John Taylor foi condenado a 17 anos de prisão; em seu diário, Alethea, cujo corpo nunca foi encontrado, escreveu que o marido tinha um caso extraconjugal

John Taylor, 61 anos, foi condenado a 17 anos de prisão pela morte da mulher, apesar de a polícia nunca ter encontrado o corpo dela. Alethea Taylor,  63 anos, desapareceu no dia 19 de janeiro de 2012 e, mesmo com a comunidade da cidadezinha inglesa de Orleton ajudando nas buscas, nunca foi encontrada.

Derby: Pais são condenados por incêndio que matou seis filhos

Taylor foi condenado com a ajuda do diário da professora aposentada, que foi uma das provas da acusação. Nele, Alethea escreveu que o marido tinha um caso extraconjugal. Além do diário, foram encontradas marcas de sangue em um cobertor na casa do casal e também no carro de Taylor.

Assista ao vídeo:


Leia tudo sobre: reino unidocrimemulhermortediário

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas