Chamas devoram arranha-céu na Chechênia

Por BBC Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Bombeiros levaram sete horas para conter chamas em prédio de 40 andares em Grozny, que passa por várias obras depois de anos de conflitos separatistas

BBC

Um incêndio iniciado na quarta-feira destruiu um dos prédios mais altos da Chechênia - um arranha-céu de 40 andares ainda praticamente desocupado, cuja construção estava prestes a terminar. Autoridades dizem que 30 pessoas foram retiradas do edifício, mas nenhuma delas ficou ferida.

NYT: Renascimento de Grozny não esconde cicatrizes do conflito checheno

Os bombeiros levaram sete horas para conter as chamas. As causas do incêndio ainda são investigadas, mas suspeita-se de uma falha elétrica. O prédio é parte de uma série de obras sendo realizadas na capital chechena, Grozny, que tentam demonstrar a regeneração da república da Federação Russa, após anos de conflitos separatistas.

Com financiamento russo, o presidente Ramzan Kadyrov - um polêmico aliado de Moscou - está reconstruindo Grozny, que ficou em ruínas durante os confrontos dos anos 1990 e 2000. Kadyrov prometeu reeguer o edifício incendiado.

Assista ao vídeo:

Leia tudo sobre: chechêniarússiaincêndiogrozny

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas