Professores têm aula de tiro nos EUA para se defender de ataques

Por BBC Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Enquanto políticos discutem o controle de armas no congresso americano, professores traumatizados com massacre na escola em Connecticut aprendem a atirar

BBC

Professores do Texas estão tendo aulas de tiro para se defender no caso de um outro ataque como o que ocorreu em dezembro na escola Sandy Hook, no Estado americano de Connecticut.

Relembre: Massacre em escola primária deixa 27 mortos nos EUA

Galeria de fotos: Veja imagens de ataque contra escola primária dos EUA

Os Estados Unidos ainda estão traumatizados pelo massacre na escola de Sandy Hook, no qual um atirador matou 20 crianças, seis adultos e depois se matou. Os pais temem que um massacre semelhante volte a acontecer. E o presidente Barack Obama quer aumentar o controle da venda de armas no país.

Análise: Plano de Obama para controle de armas pode enfrentar resistência

Mas, desde as mortes, pouco mudou e ainda é facil comprar uma arma. E, no Texas, não é preciso nem obter licença para portar armas. Enquanto políticos discutem o controle de armas, o clima em milhares de escolas é de tensão. Por isso, em muitas instituições, as crianças e professores treinam para se defender de um possível ataque.

Apesar de polêmica, a medida não é novidade. Pelo menos dois distritos do Texas já permitem armas na sala de aula.

Assista ao vídeo:


Leia tudo sobre: ataque em newtownarmas de fogoeuaprofessorescola

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas