Conclave para escolher sucessor do papa Bento 16 deverá ter um total de 119 cardeais

BBC

Cinco cardeais brasileiros deverão participar do conclave que se reunirá para eleger o sucessor do papa Bento 16, que anunciou que vai renunciar ao cargo em 28 de fevereiro de 2013.

Mudanças na Igreja Católica: Papa Bento 16 anuncia renúncia

Papa nomeia cardeais na Basílica São Pedro, Vaticano (11/2012)
AP
Papa nomeia cardeais na Basílica São Pedro, Vaticano (11/2012)


Vaticano: Novo papa deve ser nomeado antes da Páscoa

Trajetória: Papado de Bento 16 foi marcado por escândalos e polêmicas

Segundo a última lista do Vaticano, atualizada há duas semanas, há um total de 119 cardeais aptos a votar no conclave. Para poder votar na escolha do papa, o cardeal precisa ter menos de 80 anos.

O Brasil tem um total de nove integrantes no Colégio Cardinalício do Vaticano, mas quatro deles já ultrapassaram a idade limite.

Leia também: Em livro, Bento 16 disse que renunciaria se ficasse incapacitado

Os cardeais brasileiros que poderão votar são dom Cláudio Hummes, de 78 anos, ex-arcebispo de São Paulo e atual prefeito emérito da Congregação para o Clero, dom Geraldo Majella Agnelo, de 79, arcebispo emérito de Salvador, dom Odilo Scherer, de 63, arcebispo de São Paulo, dom Raymundo Damasceno Assis, de 76, arcebispo de Aparecida, e dom João Braz de Aviz, de 64, arcebispo de Brasília.

Dom Eusébio Scheid, arcebispo emérito do Rio de Janeiro, está fora do conclave por ter completado 80 anos em dezembro. Também já ultrapassaram a idade limite os cardeais dom Paulo Evaristo Arns, de 91 anos, ex-arcebispo de São Paulo, dom Serafim Fernandes de Araújo, de 88, ex-arcebispo emérito de Belo Horizonte, e dom José Freire Falcão, de 87, ex-arcebispo de Brasília.

Saiba mais: relembre a trajetória de Bento 16

A lista de eleitores no conclave tem cardeais de cerca de sete dezenas de países diferentes. Os cardeais italianos são os de maior número.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.