Reunião partidária termina em quebra-quebra na República Dominicana; assista

Por BBC Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Simpatizantes e adversários do ex-presidente Hipólito Mejía entram em choque e só param após intervenção da polícia. Briga deixa oito feridos, sendo seis deles por tiros

BBC

BBC

Uma reunião partidária na República Dominicana terminou com um quebra-quebra generalizado entre simpatizantes e adversários do ex-presidente Hipólito Mejía. O líder do Partido Revolucionário Dominicano (PRD), Miguel Vargas, responsabilizou os simpatizantes de Mejía pela briga, mas o ex-mandatário nega.

Mejía foi expulso do partido neste mês sob a acusação de "insubordinação". Ele e Vargas vinham lutando pela liderança do partido por mais de um ano. Mejía governou o país entre 2000 e 2004, mas perdeu as últimas duas eleições presidenciais.

Oito pessoas ficaram feridas na briga, seis delas por tiros. A multidão na sede do partido foi dispersada somente após a chegada da polícia, que disparou bombas de gás lacrimogêneo. As autoridades locais anunciaram uma investigação sobre as responsabilidades pelo quebra-quebra.

Assista ao vídeo:


compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas