Afegão vende filha de 6 anos para pagar dívida de cerca de R$ 5 mil; assista

Por BBC Brasil | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Taj Mohammad contraiu dívida de US$ 2,5 mil após morte de filho de 3 anos; comprador de menina justifica negócio afirmando que teve aprovação de líderes tribais

BBC

BBC

Casamentos forçados são impostos a centenas de crianças afegãs todos os anos, geralmente na área rural do país. Mas a BBC teve acesso a um caso na capital, Cabul, onde milhares de vivem em condições de pobreza e em campos de refugiados.

Denúncia: Afegã grava conversa em que juiz pede suborno e casamento forçado

Questão cultural: Costumes atrapalham mulheres do Afeganistão na Justiça

Em um desses campos, a reportagem ouviu a história de Taj Mohammad. Ele vive ali há cinco anos, depois de fugir da Província de Helmand, palco de fortes conflitos entre militantes da milícia islâmica do Taleban e tropas internacionais.

No começo do mês, após perder um filho de 3 anos, a família contraiu uma dívida de US$ 2,5 mil (cerca de R$ 5 mil), e ele decidiu vender a filha de seis anos, Nahrma.

NYT: Afegãs escapam de casamento forçado, não de açoite

O "comprador", Dost Mohammad, admitiu que o que fez é ilegal, uma prática que não é permitida pelo governo do Afeganistão. Mas ele alega que consultou os líderes tribais e que eles aprovaram a compra.

Assista ao vídeo:

Leia tudo sobre: afeganistãocabulcasamentos forçadostaleban

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas