Morre garota inglesa que fez lista de desejos após câncer terminal

Por BBC Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Alice Pyne, 17, conseguiu realizar muito do que queria, como observar baleias no Canadá, ver a banda Take That e estimular 40 mil a se cadastrar como doadores de medula óssea

BBC

Cortesia Anthony Nolan Trust
Alice Pyne em foto de 2010

A inglesa que ganhou notoriedade por publicar em um blog uma lista de últimos desejos após ser diagnosticada com um câncer terminal morreu no sábado, no Reino Unido.

2011: Lista de desejos de menina com câncer terminal faz sucesso na internet

Alice Pyne morreu aos 17 anos e conseguiu cumprir vários de seus objetivos, como observar baleias no Canadá, encontrar a banda Take That e inscrever sua cachorra Mabel em um concurso. Ela também conseguiu que mais de 40 mil britânicos se cadastrassem como doadores de medula óssea. 

Alice foi diagnosticada com um linfoma de Hodgkin aos 13 anos. Em 2011, os médicos acabaram com as esperanças de cura e a garota, então com 15, resolveu criar um blog para falar de seus desejos. "Sei que o câncer está me vencendo e não parece que vou vencer essa", dizia Alice, na apresentação de seus blog. "É uma pena, porque há tanta coisa que ainda queria fazer", escreveu.

A morte da adolescente, que passou os últimos momentos ao lado da família, foi anunciada pela mãe, Vicky Pyne, em sua página no Facebook. "Nossa querida Alice ganhou um anel dos anjos hoje." "Estamos destruídos e sabemos que nossa vida nunca mais será a mesma", desabafou.

Campanha por doadores

Um dos desejos de Alice era fazer com que todos os britânicos se tornassem doadores de medula. A garota ganhou inclusive o apoio do primeiro-ministro David Cameron, que se sensibilizou com o apelo e se inscreveu como doador, juntamente com mais de 40 mil outros britânicos.

Por causa de seu ativismo, Alice ganhou a Medalha do Império Britânico juntamente com a irmã, Milly, que esteve ao seu lado na luta contra o câncer. Elas conseguiram levantar mais de 100 mil libras (equivalente a R$ 340 mil reais) para dar início a uma fundação cujo objetivo era satisfazer os desejos de crianças com doença terminal.

Em seu blog, Alice tinha consciência de que não conseguiria completar toda sua lista de desejos. "Algumas coisas não vão acontecer, porque não posso nem mesmo viajar mais", dizia. Um dos itens de sua lista era "viajar para o Quênia".

A lista de Alice

- Nadar com tubarões
- Fazer todos assinarem lista de doadores de medula óssea
- Viajar ao Quênia (não posso viajar para lá agora, mas gostaria)
- Inscrever a cachorra Mabel em um concurso
- Fazer uma sessão de fotos com 4 amigas
- Ter uma sessão privada de cinema com as melhores amigas
- Desenhar uma caneca para vender para caridade
- Viajar em um trailer
- Passar uma noite em um trailer
- Ter um iPad roxo
- Ser uma treinadora de golfinhos (também não posso mais fazer esta)
- Encontrar a banda Take That
- Ir ao Cadbury World (parque temático da fábrica) e comer um monte de chocolate
- Tirar uma boa foto com a Mabel
- Ficar em um quarto de chocolate no (parque de diversões) Alton Towers
- Fazer meu cabelo, se alguém puder fazer algo com ele
- Fazer uma massagem nas costas
- Ver baleias

Leia tudo sobre: reino unidoestado terminalblogcâncer

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas