Vitória nacionalista em eleição no País Basco reacende aspirações separatistas

O Partido Nacionalista Basco e o Euskal Herria Bildu foram os partidos que conquistaram o maior número de cadeiras no parlamento da comunidade autônoma

BBC Brasil |

BBC

Os partidos nacionalistas do País Basco venceram as eleições regionais da Espanha, um resultado que deve reacender as aspirações de independência da região.

O Partido Nacionalista Basco (PNV), que é conservador, foi o vencedor. O Euskal Herria Bildu, a coalizão separatista de esquerda, ficou em segundo lugar na eleição que especialistas descrevem como um marco na Espanha.

AP
Laura Mintegi (centro), líder do Euskal Herria Bildu, comemora os resultados das eleições no País Basco

O PNV conseguiu 27 assentos no Parlamento regional e o Bildu ficou com 21. O Partido Socialista, de oposição, ficou em terceiro lugar com 16 vagas conquistadas, seguido pelo Partido Popular em quarto, com dez cadeiras.

Segundo o correspondente da BBC em Madri Tom Burridge, PNV e Bildu devem formar uma coalizão e então pressionar pela realização de um referendo para decidir a independência da região.

Caso isto realmente ocorra, o governo central da Espanha terá um grande problema nas mãos, segundo Burridge. O resultado no País Basco veio semanas antes das eleições regionais em outra região do país, a Catalunha, onde os pedidos por um referendo sobre a independência da região estão aumentando.

'Nova era'

O líder do PNV, Inaki Urkullu, não falou muito sobre planos de coalizão, mas, em um comício em Bilbao, depois da votação, afirmou que "uma nova era começou".

"É hora de começar a pensar como povo, como nação. É hora de parar com as ordens de Madri", disse Laura Mintegi, líder da coalizão Bildu.

O Bildu foi criado depois da decisão do governo da Espanha de proibir a participação em pleitos do braço político do grupo separatista ETA, há cerca de dez anos.

O partido representa as ambições dos que, no passado, apoiavam o ETA. Mas, diferentemente do movimento separatista, o Bildu já condenou publicamente o uso de violência.

Galícia

A Espanha também teve eleições regionais na Galícia, onde o Partido do Povo (PP), de centro-direita e do primeiro-ministro Mariano Rajoy, conseguiu mais três vagas, garantindo a maioria de 41 de um total de 75 cadeiras do Parlamento regional.

Os socialistas conseguiram 18 cadeiras e os dois partidos nacionalistas da região conseguiram 16 vagas.

As eleições regionais deste final de semana também foram vistas como um teste para a política de austeridade do governo espanhol. O índice de desemprego do país está em cerca de 25% e na Galícia chega aos 21%.

A Espanha enfrenta problemas econômicos desde 2008 e existe a perspectiva da recessão se aprofundar ainda mais. Os 17 governos regionais do país estão endividados e vários protestos têm ocorrido no país contra os cortes dos gastos públicos.

    Leia tudo sobre: país bascoespanhagalíciamariano rajoy

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG