Mãe descobre morte da filha por Facebook no País de Gales

Cheryl Jones entrou com uma queixa contra a polícia por não ter sido avisada de que sua filha tinha sido encontrada morta

BBC Brasil |

BBC

BBC
Karla Jones, 30 anos, encontrada morta no País de Gales

Uma mãe entrou com uma queixa contra a polícia do País de Gales por ter descoberto apenas pelo Facebook que a filha de 30 anos havia morrido.

Cheryl Jones, de 49 anos, abriu a página da filha no site de relacionamento depois de receber uma ligação do sobrinho. "Ela morreu, descanse em paz, Karla", dizia um post no Facebook.

Leia também:  Jovem é condenado por assassinato 'encomendado no Facebook'

Logo após ver o post, Cheryl ligou para o celular da filha. Segundo ela, um policial atendeu e disse que estava prestes a contactá-la. "Eu era a parente mais próxima da Karla, a polícia deveria ter me procurado imediatamente", reclama a mãe. "Não consigo entender como estranhos podiam saber que ela estava morta, sendo que eu, a mãe, morando perto dela, não tinha sido avisada", diz a mãe.

Karla James morreu no dia 23 de julho em sua casa, em Tredegar, a cerca de 40 km da capital, Cardiff. A morte foi registrada às 20:17 da noite (horário local).

Pouco mais de três horas depois, a mãe dela soube da morte pelo Facebook. A polícia disse que está investigando o procedimento. A causa da morte ainda não está clara. Karla deixa um filho.

    Leia tudo sobre: facebookreino unidointernetpaís de gales

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG