Atletas argentinos unem-se a campanha para identificar filhos de desaparecidos

Esportistas que disputarão Olimpíadas de Londres gravaram spots de TV e mensagens de rádio para entidade de defesa dos direitos humanos Avós da Praça de Maio

BBC Brasil | - Atualizada às

BBC

Atletas argentinos que disputarão os Jogos Olímpicos de Londres participam de uma campanha da entidade de defesa de direitos humanos Avós da Praça de Maio que busca identificar filhos de desaparecidos políticos durante o regime militar no país (1976-1983).

Justiça: Argentina condena ex-líderes militares à prisão por roubo de bebês

Reprodução
Mensagens de TV e rádio foram gravadas pouco antes de embarque para Londres

Reconhecimento: Ex-ditador Jorge Videla admite desaparecimentos durante regime

A entidade estima que mais de 500 bebês tiveram a identidade trocada naquele período, após terem sido sequestrados pelos militares. Segundo dados da ONG, 105 pessoas já tiveram sua verdadeira identidade "restituída" .

Cinco atletas argentinos gravaram os spots de televisão e as mensagens de rádio pouco antes de embarcar para Londres, segundo disseram à BBC Brasil assessores da entidade com sede em Buenos Aires.

Na mensagem, os atletas falam, de forma didática, sobre o que ocorreu no país: "Queria te contar que houve uma ditadura na Argentina que roubou centenas de bebês. Hoje já são adultos. Mas cerca de 400 ainda não conhecem suas verdadeiras identidades. Se você conhece alguém que possa ser filho de desaparecido ou se você tem dúvidas sobre sua própria identidade, procure as Avós da Praça de Maio. Estamos te esperando", dizem.

Campanha

A campanha, chamada de "Los Olimpicos com las Abuelas" (Os atletas olímpicos com as avós), começou a ser veiculada esta semana e continuará no ar até o fim do Jogos, em agosto.

Os atletas que gravaram a campanha são o técnico das "Leonas" (como é conhecido o time feminino de hóquei), Carlos Retegui, o lançador de dardo Braian Toledo, o jogador da seleção de vôlei Facundo Conte, a judoca Paula Pareto e o velejador Julio Alsogaray.

Pareto, Conte e Toledo nasceram nas décadas de 80 e de 90, quando a Argentina já vivia em democracia. Não é a primeira vez que as Avós da Praça de Maio envolvem esportistas em suas campanhas para localizar os filhos de desparecidos políticos.

Em diferentes ocasiões, em partidas decisivas, jogadores de futebol entraram em campo com uma faixa que dizia: "Vos sabes quién sos?" ("Você sabe quem é? Procure as Avós da Praça de Maio").

A entidade possui um banco de dados que permite a identificação biológica de filhos de desaparecidos políticos. Para as Avós, que são mães de desaparecidos e também procuram os netos, os sequestros eram planejados e ocorriam, muitas vezes, logo após o nascimentos dos bebês em pleno cativeiro.

    Leia tudo sobre: argentinapraça de maioditaduraolimpíadas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG