Tamanho do texto

Reunião, que ocorreu antes da destituição de Lugo, é interpretada como ingerência de Caracas na política paraguaia; Maduro teria tentado articular ação militar anti-impeachment

selo

O chanceler venezuelano, Nicolás Maduro, foi flagrado em um encontro com altos militares paraguaios pouco antes da destituição do então presidente Fernando Lugo . A ação está sendo interpretada por autoridades paraguaias como um caso de ingerência da Venezuela em sua política interna.

Federico Franco: Presidente paraguaio critica interferência estrangeira

Vídeo mostra chanceler da venezuela Nicolás Maduro em reunião com militares paraguaios
AFP
Vídeo mostra chanceler da venezuela Nicolás Maduro em reunião com militares paraguaios

Cassação: Senado do Paraguai aprova impeachment relâmpago de presidente Lugo

Maduro teria tentado arquitetar uma intervenção das Forças Armadas do Paraguai para impedir a destituição de Lugo. O vídeo teria sido gravado em 22 de junho, horas antes de o Senado aprovar o impeachment de Lugo, por câmeras do Palácio do Governo.

A câmera que fez a gravação não registra sons. O vídeo foi revelado na terça-feira pela ministra da Defesa do Paraguai, María Liz Garcia. Segundo ela, o presidente Federico Franco determinou a revelação da gravação. O governo venezuelano nega a ingerência.

O próprio Maduro havia desmentido ter participado de reunião antes da divulgação do vídeo. Ele havia viajado ao Paraguai integrando o grupo de chanceleres da Unasul (União das Nações Sul-Americanas).

Pedido negado

"O chanceler (Maduro) pediu que respondessem a uma situação que estava se delineando e afetava o ex-presidente. Pediu que respondessem imediatamente, conforme o que ocorria ao ex-presidente Lugo", disse García.

Ela afirmou que, apesar da insistência do diplomata, os comandantes das Forças Armadas "optaram por respeitar a decisão do Congresso". Uma cópia da gravação foi levada pelo secretário-geral da OEA (Organização dos Estados Americanos), José Miguel Insulza, que finalizou na terça-feira sua visita ao Paraguai .

Insulza estava no país para conversar com membros dos três poderes e elaborar um relatório sobre a crise política ao Conselho Permanente da organização internacional.

Bloco: Mercosul suspende Paraguai e anuncia adesão da Venezuela

Análise: China e Aliança do Pacífico pressionam Brasil a ampliar Mercosul

Ele afirmou à imprensa paraguaia que não avaliou a gravação ainda, mas disse que ela será analisada pela entidade. Segundo o correspondente da BBC Vladimir Hernández, a Venezuela foi beneficiada pela instabilidade no Paraguai. Isso porque a suspensão do país do Mercosul possibilitou sua incorporação ao bloco .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.