Filme sobre austríaca mantida cativa por 8 anos chega às telas em 2013

A produção sobre a história de Natascha Kampusch, mantida em cativeiro por 3.096 dias, está a cargo da equipe de 'A Queda - Os Últimos Dias de Hitler'

BBC Brasil |

selo

AFP
Trechos do livro 3096 Tage (3.096 Dias, em alemão)foram lidos em uma livraria em Viena, na Áustria (9/9/2010)
Um longa metragem inspirado na história da jovem austríaca sequestrada na infância e mantida em cativeiro por oito anos deve começar a ser filmado em maio e sua estreia está prevista para 2013. A produção sobre a história de Natascha Kampusch , que foi sequestrada por um pedófilo quando tinha dez anos, tem como título provisório 3.096, o número de dias em que permaneceu em cativeiro presa por seu sequestrador, Wolfgang Priklopil, até que conseguiu fugir, aos 18 anos, em 2006.

Biografia: Natascha Kampusch acusa polícia de negligência

As filmagens devem ser realizadas em Munique, na Alemanha, e o elenco deve contar com a britânica Amelia Pidgeon, de 10 anos, que interpretará a jovem Natascha, e a irlandesa Antonia Campbell-Hugues, de 29 anos, atriz de Brilho de Uma Paixão, que a viverá quando adulta. Priklopil será vivido pelo ator dinamarquês Thule Lindhardt.

Natascha Kampusch foi sequestrada em 1998, quando estava a caminho da escola. Ela conseguiu fugir em agosto de 2006. Ao saber que a polícia estava em seu encalço, o sequestrador Prikopil se matou ao se jogar diante de um trem.

Natascha recebeu apoio psicológico após ter sido encontrada pelas autoridades austríacas e, incialmente, falava com simpatia sobre seu sequestrador.

Ambiente claustrofóbico

Pouco depois, passou a apresentar um programa de entrevistas na TV austríaca e se tornou uma celebridade nacional. Em 2010, ela lançou um livro relatando o seu drama. A equipe de produção de 3.096 é a mesma do filme de 2007 A Queda - Os Últimos Dias de Hitler.

A versão inicial do roteiro foi assinada por Bernd Eichinger, autor do roteiro de A Queda e é inspirada nas várias entrevistas que ele realizou com Natascha até pouco antes de morrer, em 2011.

De acordo com os realizadores do filme, ele cobrirá todas as fases do calvário de Natascha. Eles afirmam que o longa não evitará o tema dos abusos sexuais que ela sofreu nas mãos do homem que a manteve cativa.

A produção procurará reproduzir o claustrofóbico ambiente em que a jovem viveu por oito anos, criando uma réplica fiel em estúdio de sua cela de dois por três metros no porão da residência de Prikopil.

    Leia tudo sobre: Natascha Kampuscháustriafilmeabuso sexualsequestro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG