Cidade na Nova Zelândia atingida por terremoto constrói catedral de papelão

Desenhada por arquiteto japonês, nova igreja terá capacidade para abrigar 700 fiéis de Christchurch até construção permanente

BBC Brasil |

selo

A cidade de Christchurch, na Nova Zelândia, que foi atingida por um forte terremoto no ano passado,  construirá uma catedral feita de papelão no lugar da original que foi danificada e será demolida.

Assista ao vídeo: Imagens mostram destruição no interior da catedral de Christchurch

Divulgação/Anglican Diocese of Christchurch
Nova catedral será construída a 300 metros da original
Os planos haviam sido anunciados no ano passado, mas as autoridades de Christchurch confirmaram apenas nesta semana que seguirão adiante com o projeto.

A versão feita com papelão custará 5 milhões dólares neozelandeses (cerca de R$ 7,5 milhões) e ficará pronta em dezembro.

O terremoto de 6,3 graus que atingiu a cidade no dia 22 de fevereiro de 2011 matou 185 pessoas e destruiu diversos prédios. Arquitetos chegaram à conclusão de que não havia como restaurar a catedral.

Segundo integrantes da Igreja Anglicana no país, a nova catedral será construída a 300 metros da original.

Desenhada pelo arquiteto japonês Shigeru Ban, o local terá capacidade para abrigar 700 pessoas. A estrutura, que além do papelão também possui vigas de madeira, aço e concreto, será usada como ponto provisório para orações e missas, até que uma nova catedral permanente seja construída. Os engenheiros acreditam que a estrutura provisória, que é à prova de chuva e de incêndios, deve durar pelo menos 20 anos.

Alguns moradores chegaram a fazer um apelo para que a igreja original fosse mantida e reaproveitada de alguma forma, mas arquitetos disseram que isso não seria possível. Eles prometeram que demolirão a antiga estrutura com "respeito", retirando aos poucos cada pedaço da igreja. 

    Leia tudo sobre: catedralnova zelândiaterremotoChristchurch

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG