Bassul elogia seleção feminina de basquete após vitória sobre Espanha

Redação Central, 4 ago (EFE).- O técnico da seleção brasileira feminina de basquete, Paulo Bassul, disse ter gostado da atuação da equipe na vitória de hoje sobre a Espanha por 64 a 59, em amistoso preparatório para os Jogos Olímpicos de Pequim, apesar de reconhecer que há muito o que melhorar.

EFE |

"Gostei da atuação. Meu objetivo, que era dar ritmo ao time, foi atingido. O time começou mal e depois se acertou. A defesa foi muito bem, e tomar menos de 60 pontos de um time como a Espanha é louvável. Mas ainda há muito o que melhorar. Estes jogos servem pra isso", comemorou Bassul.

O treinador explicou ainda porque poupou a ala Micaela, que vem de um estiramento na coxa. "Preferi preservá-la para não arriscar e não acontecer o que houve com a Erika, que estava recuperada da lesão, mas voltou forte demais no time e acabou sentindo de novo", afirmou.

Bassul fez ainda restrições à postura tática da equipe em quadra.

"Tomamos muitos contra-ataques por desatenção, o time precisa se acertar nisso. Mas está cada vez mais frio em situações de fim de jogo, deixando-se levar menos pela emoção", analisou.

Quanto à atuação da armadora Adrianinha, que ainda se recupera de uma pneumonia, o técnico afirmou: "Ela é uma jogadora que depende muito do estado físico, é enérgica. À medida em que melhorar isso, ficará melhor em quadra".

Já sobre a pivô Kelly, os comentários foram do ponto de vista tático. "Ela veio da WNBA (liga feminina de basquete dos Estados Unidos), na qual joga em outra posição, ainda está encontrando o seu lugar. Quando ela começou a lembrar as jogadas, o jogo cresceu", analisou Bassul.

O Brasil faz nesta quinta-feira contra a Nova Zelândia o último amistoso em Pequim antes da estréia nos Jogos Olímpicos, no dia 9, contra a Coréia do Sul. EFE ev/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG