Bashir vai ao Egito em segunda viagem ao exterior após decisão do TPI

Cairo, 25 mar (EFE).- O presidente sudanês, Omar al-Bashir, se reuniu hoje com seu colega egípcio, Hosni Mubarak, na segunda viagem ao exterior do governante do Sudão após a divulgação da ordem de detenção emitida contra ele pelo Tribunal Penal Internacional (TPI).

EFE |

O ministro de Assuntos Exteriores egípcio, Ahmed Aboul Gheit, conversou com jornalistas após o encontro durante o qual os dois presidentes analisaram temas bilaterais, o conflito de Darfur, no Sudão, e a ordem de detenção emitida pelo TPI.

Em declarações reproduzidas pela agência oficial "Mena", Aboul Gheit disse que Mubarak expressou a Bashir a disposição do Egito de ajudar o Sudão a melhorar a situação humanitária em Darfur por meio do envio de médicos egípcios à região.

Desde 2003, um conflito entre o Exército sudanês e grupos rebeldes na região de Darfur já matou cerca de 300 mil pessoas e deixou mais de 2,5 milhões de deslocados.

A ordem do TPI emitida contra Bashir no último dia 4 o acusa de crimes de guerra e lesa-humanidade devido a sua conduta em relação a esse conflito.

Sobre este assunto, Gheit afirmou que, tanto o Egito, quanto os países árabes e africanos "não aceitam a maneira" com que o TPI lidou com o caso de Bashir, mas não deu detalhes.

O ministro também disse que Bashir e Mubarak discutiram sobre os mecanismos para incentivar as relações bilaterais dos dois países.

Após uma reunião particular no palácio presidencial egípcio, Bashir e Mubarak participaram de um almoço de trabalho junto com ministros dos dois países.

Este é a segunda viagem ao exterior de Bashir desde a emissão da ordem de detenção do TPI. Antes, o presidente sudanês foi à vizinha Eritréia, no domingo passado.

Egito e Eritréia não são países signatários do tratado que levou à criação do tribunal. EFE hh/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG