Bashir retorna ao Sudão após 1ª viagem com ordem de detenção

Cairo, 23 mar (EFE).- O presidente sudanês, Omar al-Bashir, retornou hoje à capital sudanesa após realizar uma breve visita à Eritréia, em sua primeira viagem ao exterior desde que o Tribunal Penal Internacional (TPI) ditou uma ordem de detenção contra ele.

EFE |

Ao chegar ao aeroporto de Cartum, o líder sudanês disse que sua visita à capital eritréia, Asmará, "confirma que as resoluções do TPI não afetarão suas viagens internas e externas, por isso são só papel".

Além disso, Bashir afirmou que a visita responde a um convite feito pelo presidente eritreu, Isaias Afeworki, para anunciar o respaldo da Eritréia ao Sudão, e que os dois países "estão na mesma trincheira".

O canal de televisão "Al Jazira" mostrou imagens ao vivo do líder sudanês ao chegar ao aeroporto de Asmará, onde foi recebido por uma comitiva oficial.

Em 4 de março, o TPI emitiu uma ordem de detenção contra Bashir por supostos crimes de guerra e lesa-humanidade cometidos durante o conflito em Darfur, no oeste do Sudão, no qual morreram cerca de 300 mil pessoas, segundo cálculos da ONU.

Após opinar a ordem de detenção, este tribunal com sede em Haia solicitou aos países-membros da ONU que colaborem para a captura de Bashir.

A viagem do líder sudanês ocorre um dia depois que a Organização de Ulemás do Sudão emitiu uma fatwa na qual recomendava ao presidente não viajar a Doha, para participar da cúpula da Liga Árabe de 30 e 31 de março, a fim de evitar uma detenção. EFE az/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG