Washington, 27 mai (EFE).- Uma base do Exército dos Estados Unidos interrompeu nesta quarta suas atividades normais ao detectar uma onda de suicídios no local, informaram fontes oficiais.

"As atividades serão interrompidas durante três dias a partir de hoje", disse à Agência Efe Kelly Tyler, porta-voz do Forte Campbell, no estado de Kentucky.

"A intenção é mostrar a eles que estamos preocupados com seus problemas, desde o oficial de menor patente até os generais, e que há ajuda disponível", acrescentou.

Tyler informou que 11 soldados do forte se suicidaram este ano, enquanto outros 64 se mataram em todos os Estados Unidos nesse período.

A porta-voz do Forte Campbell afirmou que, em muitos casos, os soldados não se mostram dispostos a pedir ajuda devido à sua cultura militar.

"É um estigma para eles. O Exército é uma instituição de força e honra, mas os soldados precisam entender que pedir ajuda também é uma demonstração de força e honra", afirmou.

Segundo números oficiais, o Exército registrou pelo menos 133 suicídios em 2008, um número sem precedentes nas Forças Armadas americanas. No ano anterior, foram 115 mortes deste tipo. EFE ojl/plc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.