francas - Mundo - iG" /

Barroso diz em Pequim que suas conversas sobre Tibete foram francas

Pequim, 25 abr (EFE).- O presidente da Comissão Européia (CE), José Manuel Durão Barroso, disse hoje em Pequim que suas conversas sobre o Tibete com os líderes chineses foram muito francas e sinceras e que acredita que elas darão resultado em breve.

EFE |

Pouco depois de Barroso dizer isto à imprensa e expressar ao primeiro-ministro, Wen Jiabao, "a postura da UE a favor do diálogo" para resolver a tensão com o Tibete, a agência oficial "Xinhua" anunciou que membros do Governo central chinês se reunirão com o representante pessoal do dalai lama nos próximos dias.

"Em vista dos seguidos pedidos do dalai lama para retomar o diálogo, os departamentos pertinentes do Governo central manterão contato e consultas com o representante pessoal" do líder tibetano no exílio nos próximos dias, disse a "Xinhua".

Barroso chegou a Pequim acompanhado de sete comissários, entre eles o de Comércio, Peter Mandelson, e se reuniu com o primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, e o presidente do país asiático, Hu Jintao.

"Somos a favor do diálogo com o dalai lama para solucionar o problema do Tibete, mas respeitando a unidade da China. Os ministros de Assuntos Exteriores e a Presidência da UE foram muito claros a respeito, e assim foi dito a Wen", disse Barroso.

O presidente da Comissão disse à imprensa que gostou da "franqueza e abertura de Wen em assuntos tão sensíveis".

Barroso acrescentou que pediu "explicitamente ao primeiro-ministro o acesso da imprensa e do turismo estrangeiros ao Tibete, pois é a melhor maneira de os interessados compreenderem. A liberdade de expressão é um direito fundamental".

Também reiterou o compromisso da UE com a integridade da China e com os direitos humanos, "onde há um diálogo bilateral muito franco, e que Pequim deve entender que não é ingerência interna". EFE pc/ev/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG