Barreiras cercam Melbourne contra incêndios

SYDNEY - Bombeiros e voluntários levantaram, nesta quarta-feira, barreiras de contenção para três grandes incêndios que avançam a norte e oeste de Melbourne, capital do estado australiano de Victoria. O fogo na Austrália já matou 181 pessoas e os desabrigados são mais de 7 mil.

EFE |

As autoridades advertiram hoje do perigo que correm os moradores de Connellys Creek, Crystal Creek, Scrubby Creek e Native Dog Creek, cidades próximas ao fogo, enquanto mais de 4 mil bombeiros, alguns de outros países, tentam combater as chamas com o apoio de 600 veículos e 28 helicópteros e pequenos aviões.

Eles começaram a tratar duas das frentes, de Yarra e Maroondah como um único incêndio, pois a distância entre elas sé de apenas 18 quilômetros.

Para piorar a situação, em meio ao caos, ontem à noite dois piromaníacos tentaram provocar novos focos de incêndio, mas foram impedidos.

Marysville, a 90 quilômetros de Melbourne perdeu 80% de seus edifícios e se estima que, sob as cinzas e escombros estejam até 100 de seus 519 habitantes, mas até agora somente 15 cadáveres foram encontrados.

Uma equipe de 150 investigadores trabalha para identificar as vítimas e determinar se o fogo foi provocado.

O assistente-chefe da polícia de Victoria, Steve Fontana, explicou que "as condições dos restos humanos, o estado dos cadáveres e o dano são tamanhos que, em alguns casos, é difícil determinar até se há apenas ou mais de um cadáver".

Leia mais sobre Austrália

    Leia tudo sobre: austrália

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG