Barcos de pesca chineses começaram a abandonar uma zona marítima sensível no Mar Amarelo, na fronteira entre as Coreias, depois das ameaças de Pyongyang contra Seul, informou o ministério sul-coreano da Defesa.

Metade dos 280 barcos chineses que estavam na zona de fronteira entre os dois países deixaram a região.

"Na medida em que isto pode antecipar uma possível provocação do Norte, acompanhamos a situação de perto", declarou Won Tae-jae, porta-voz do ministério, antes de afirmar que a retirada pode não ter relação com a crise diplomática.

A linha de separação, que Pyongyang não reconhece, marca a fronteira marítima na costa oeste da península coreana.

Nesta zona do Mar Amarelo aconteceram confrontos navais entre as duas Coreias en 1999 e em 2002.

Pyongyang realizou na segunda-feira um segundo teste nuclear, após o primeiro de 2006, e lançou cinco mísseis de curto alcance nos dias seguintes.

ckp/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.