Tamanho do texto

O pesqueiro espanhol Playa de Bakio seqüestrado por piratas somalianos, foi posto em liberdade após o pagamento de um resgate de 1,2 milhão de dólares (quase 2 milhões de reais), indicou neste domingo Andrew Mwangura, responsável do programa de assistência aos marinheiros com sede no Quênia.

O pesqueiro sofreu danos ao ser abordado pelos piratas, em 20 de abril, e foi saqueado, acrescentou Mwangura.

A tripulação do barco é composta por 13 espanhóis e 13 marinheiros de origem africana.

mc/fb

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.