Barak afirma que Israel deve ser respeitado como Estado judeu

O ministro israelense da Defesa, Ehud Barak, declarou neste domingo durante uma rápida visita ao Cairo que é preciso fazer mais para a criação de um Estado palestino, e que dentro destas tarefas pendentes os árabes devem reconhecer Israel como Estado judeu.

AFP |

Barak fez as declarações após um encontro com o presidente egípcio, Hosni Mubarak, seu colega egípcio Hussein Tantaui e o diretor dos serviços de inteligência, Omar Suleiman, que faz a mediação entre Israel e o movimento radical palestino Hamas para uma troca de prisioneiros.

"Deve-se fazer mais para alcançar uma situação em que seja possível, para israelenses e palestinos, viver em dois Estados, lado a lado, em paz e com respeito mútuo", declarou Barak.

O ministro israelense ressaltou que qualquer acordo final sobre a questão palestina deve incluir "o respeito da natureza de Israel como Estado para o povo judeu".

As palavras de Ehud Barak confirmam as do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu, que no domingo passado afirmou que os palestinos devem reconhecer de maneira sincera e pública que Israel é o país do povo judeu.

cjo/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG