Barack Obama quer congelar Orçamento por três anos

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, proporá em seu discurso sobre o Estado da União, na quarta-feira, o congelamento por três anos de parte do Orçamento federal americano, segundo altos funcionários do governo.

EFE |

Segundo as fontes, que falaram sob condição de anonimato, Obama espera diminuir a despesa em US$ 250 bilhões em dez anos, e contribuir assim para reduzir o déficit. O congelamento, após os três anos, se transformaria em uma alta inferior à inflação.

A medida afetaria os programas e as entidades federais para as quais o Congresso quer conceder um orçamento a cada ano, e que abrangem desde os parques nacionais até a educação.

Isentos do congelamento ficariam, no entanto, as despesas em segurança e defesa e a ajuda internacional, segundo explicou o alto funcionário.

Também não seria afetado o orçamento da Seguridade Social nem os principais programas de saúde pública, o Medicare, de assistência médica para os aposentados, e o Medicaid, que cobre despesas de pessoas carentes.

A medida, que será incluída na proposta de Orçamento federal que Obama apresentará ao Congresso na próxima segunda-feira, precisa ser aprovada pelas duas câmaras do legislativo.

No total, a iniciativa afetaria programas com um orçamento total atual de aproximadamente US$ 447 bilhões, cerca de um sexto do orçamento federal, segundo os funcionários.

A proposta faz parte de uma série de medidas econômicas que Obama anunciará em seu discurso da quarta-feira, o mais importante do ano legislativo, quando vai divulgar suas prioridades políticas para os próximos doze meses.

Entre essas medidas, o próprio Obama antecipou na segunda-feira uma série de propostas para beneficiar a classe média, entre elas um aumento dos incentivos fiscais por filhos e ajudas para as famílias trabalhadoras que tenham idosos sob sua responsabilidade.

O déficit fiscal atual dos EUA alcançou os US$ 1,4 trilhão no último ano fiscal, e, segundo estimativas, o ano fiscal que fechará em setembro terá um buraco de US$ 1,5 trilhão.

Obama prometeu diminuir pela metade o déficit fiscal para 2013, quando conclui seu mandato.

Leia mais sobre Barack Obama

    Leia tudo sobre: obama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG