Barack Obama ganha prêmio Nobel da Paz

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, foi anunciado nesta sexta-feira como vencedor do prêmio Nobel da Paz. Segundo o comitê no Nobel, Obama receberá o prêmio por seus esforços extraordinários para fortalecer a diplomacia internacional e a cooperação entre os povos.

BBC Brasil |

O comitê ressaltou os esforços de Obama para fortalecer organismos internacionais e promover o desarmamento nuclear.

Neste ano, houve um número recorde de 205 indicados para o Nobel da Paz. Entre os outros nomes cogitados para o prêmio estavam o ex-líder da oposição e premiê do Zimbábue Morgan Tsvangirai, o dissidente chinês Hu Jia, a ex-refém e ativista colombiana Ingrid Betancourt e a negociadora colombiana Piedad Cordoba.

Diplomacia
"Apenas muito raramente uma pessoa capturou na mesma medida que Obama a atenção do mundo e deu a seu povo esperança de um futuro melhor", disse o comitê em um comunicado.

"Sua diplomacia está fundada no conceito de que os que liderarão o mundo devem fazer isso com base em valores e atitudes que são compartilhados pela maioria da população mundial."
O comunicado disse ainda que o presidente americano "criou um novo clima na política internacional".

"A diplomacia multilateral ganhou novamente uma posição central, com ênfase no papel que as Nações Unidas e outras instituições internacionais podem ter", disse.

O comitê disse ainda que os Estados Unidos estão agora tendo um papel mais construtivo em enfrentar os "enormes desafios climáticos" que ameaçam o mundo, e que a democracia e os direitos humanos serão fortalecidos.

Perguntado porque o prêmio foi dado a Obama menos de um ano depois que assumiu o cargo, o presidente do comitê do Nobel, Thorbjoern Jagland disse que o comitê queria "apoiar o que ele está tentando atingir".

No ano passado, o prêmio Nobel da Paz foi entregue ao ex-presidente da Finlândia Martti Ahtisaari, que esteve envolvido em várias negociações de conflitos, como os de Kosovo e do Iraque.

Em 2007, o prêmio foi para ex-vice-presidente americano e ativista Al Gore, juntamente com o Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas. Já em 2006 o escolhido foi o bengalês Muhammad Yunus, pioneiro na implementação do microcrédito para pessoas em extrema pobreza (2006).

O vencedor do Nobel da Paz - escolhido por um comitê formado por cinco membros - ganha uma medalha de ouro, um diploma e um prêmio em dinheiro de 10 milhões de coroas suecas - o equivalente a cerca de R$ 2,5 milhões.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG