Barack Obama ganha apoio de novos delegados

Barack Obama, o favorito da corrida à indicação democrata para a Casa Branca, ganhou nesta quinta-feira novos apoios, entre eles o do presidente da poderosa Comissão parlamentar do Controle e da Reforma do governo, Henry Waxman.

AFP |

Representante da Califórnia, Waxman é um dos parlamentares mais respeitados do Congresso, onde tem cadeira desde 1974. Ele é considerado uma das maiores pedras no sapato do governo de George W. Bush devido a suas investigações sobre a prisão de Abu Ghraib ou as malversações financeiras da empresa Halliburton.

Henry Waxman é um dos "superdelegados" cuja escolha será decisiva na designação do candidato democrata à Casa Branca.

Obama também recebeu nesta quinta-feira o apoio de outro representante da Califórnia, Howard Berman.

Waxman e Berman são "membros respeitados da comunidade judaica americana", frisou o estado-maior de campanha de Obama num comunicado em que anunciou o apoio dos dois parlamentares.

O senador de Illinois também obteve o apoio do representante do estado de Washington Jim McDermott e do presidente do sindicato dos Trabalhadores e das Comunicações (CWA) e "superdelegado" Latrry Cohen. O CWA reivindica 700.000 membros.

O sindicato dos metalúrgicos (USW), que possui 1,7 milhão de filiados e apoiava John Edwards, expressou oficialmente seu apoio a Obama.

Hillary Clinton, a adversária de Obama na corrida à indicação democrata, não anunciou nenhum novo apoio nesta quinta-feira.



Leia mais sobre: eleições nos EUA

    Leia tudo sobre: eleições nos eua

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG