* Obama diz que governo é necessário para supervisão

* Obama encoraja estudantes a participar de debate civil

" /

* Obama diz que governo é necessário para supervisão

* Obama encoraja estudantes a participar de debate civil

" /

Barack Obama elogia serviço governamental em ano eleitoral

* Obama diz que governo é necessário para supervisão

* Obama encoraja estudantes a participar de debate civil

Reuters |

* Obama diz que governo é necessário para supervisão

* Obama encoraja estudantes a participar de debate civil

Por Jeff Mason

ANN ARBOR, Estados Unidos (Reuters) - O presidente norte-americano, Barack Obama, cujas prioridades legislativas incluem reformas que críticos dizem tornar o governo muito poderoso, fez uma ampla defesa neste sábado do governo em si antes das eleições de novembro.

As diferenças entre democratas e republicanos na política norte-americana muitas vezes acabam se reduzindo ao debate sobre o tamanho do governo, e a questão, que abrange temas tão amplos quanto a pressão de Obama a favor das reformas regulatórias nos sistemas financeiro e de saúde, provavelmente vai ser o ponto chave nas pesquisas que ocorrerão neste ano.

Obama, um democrata, costumava fazer comícios na Universidade de Michigan para encorajar jovens estudantes a se engajarem no debate civil --uma questão que Obama sente que frequentemente falta em Washington-- e para expô-los a diferentes pontos de vista políticos.

Mas ele se concentrou na mensagem-chave de seu discurso sobre o papel do governo, feito no contexto da reforma de Wall Street e até mesmo do vazamento de óleo no Golfo do México.

"Sabemos que um governo excessivo pode reprimir a competição e nos privar de escolhas e nos sobrecarregar com dívidas", disse ele.

"Mas também temos visto claramente os perigos de um governo muito pequeno --como quando a falta de responsabilidade em Wall Street quase leva toda nossa economia ao colapso."

Obama, que viajará ao Golfo do México na manhã do domingo para observar os esforços a fim de evitar um desastre ambiental, citou leis que vão exigir que a petrolífera BP pague pelo prejuízo e limpe o local afetado, como uma evidência de um governo que trabalha.

"O governo é o que garante que minas adotem padrões de segurança e que vazamentos de óleo sejam limpos pelas companhias que os provocaram", afirmou.

Os republicanos se opuseram à reforma do sistema de saúde alegando que isso daria ao governo mais autoridade sobre o cuidado com os cidadãos.

Mas o presidente, com um relativo bom humor, apontou que o argumento poderia ser deixado de lado, notando um sinal favorito visto por ele enquanto viaja pelo país. Segundo ele, políticos foram exortados a manter o governo dentro da Medicare, programa de saúde gerenciado pelo governo.

"Podemos e devemos debater o papel do governo em nossas vidas. Mas lembrem-se... de que a capacidade de nós adaptarmos nosso governo às necessidades da época ajudou a fazer nossa democracia funcionar desde o princípio", disse Obama.

Obama comentou que os presidentes republicanos Abraham Lincoln, Theodore Roosevelt e Dwight Eisenhower haviam lançado grandes iniciativas governamentais, como a primeira ferrovia intercontinental, parques nacionais e o Sistema Interestadual de Rodovias.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG