Barack Obama busca nome para chefiar o Tesouro

O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, pode anunciar ainda nesta quinta-feira o nome do seu secretário do Tesouro, um cargo de grande importância dada a crise financeira pela qual o país vem passando. Segundo a imprensa americana, Obama estaria analisando pelo menos três nomes para assumir o cargo hoje ocupado por Henry Paulson: Larry Summers, ex-secretário do Tesouro no final do governo Clinton (1999-2001); Timothy Geithner, atual presidente do Banco Central do Estado de Nova York; e Paul Volcker, ex-presidente do Banco Central americano.

BBC Brasil |

Em entrevista à rede de televisão CNN na semana passada, Obama revelou que Summers, Volcker e também o megainvestidor Warren Buffett estavam entre os seus conselheiros econômicos.

Com a instabilidade financeira, analistas avaliam que o novo presidente não pode demorar para indicar o nome do novo secretário do Tesouro, já que o mercado e os consumidores afetados pela crise esperam de Obama orientação e sinais de segurança.

Na quarta-feira, Obama começou a formar sua equipe ao convidar o deputado Rahm Emanuel, de Illinois, para ser seu chefe de gabinete.

O presidente eleito também já anunciou os nomes de sua equipe de transição, liderada por John D. Podesta, ex-chefe de gabinete do ex-presidente Bill Clinton.

Republicanos
Nesta quinta-feira, Obama começou a receber os relatórios de inteligência preparados pela CIA (Agência de Inteligência Americana) para a Casa Branca. Os relatórios incluem detalhes sobre operações secretas.

Assessores do presidente eleito disseram que Obama deve fazer declarações a jornalistas no final desta semana, quando provavelmente deve revelar mais sobre os integrantes de sua equipe de governo.

Durante a campanha, Obama deixou claro que pretende trabalhar com democratas e republicanos no governo, cruzando as linhas partidárias que foram uma marca do governo do presidente George W. Bush.

Isso deu peso a especulações na imprensa americana de que o novo presidente deve ter republicanos no seu gabinete. Um dos nomes cogitados é o do atual secretário de Defesa, Robert Gates, que poderia ser convidado a permanecer no cargo.

Segundo a correspondente da BBC em Washington Jane O'Brien, Gates é um nome respeitado pelos dois partidos.

Os indicados do novo presidente para alguns cargos, como o de secretário de Estado, só poderão assumir seus postos depois de passar por sabatinas no Congresso.

Obama e seu vice, Joe Biden, ainda ocupam formalmente o cargo de Senador, ao qual devem renunciar antes da posse, marcada para o dia 20 de janeiro.

Contagem
Apesar da eleição presidencial já ter um vencedor, ainda não há resultados finais em dois Estados, Missouri e Carolina do Norte, onde a disputa entre Obama e o republicano John McCain foi muito apertada.

Levando em conta os votos já apurados, Obama conquistou 52,4% do total, contra 46,3% para McCain.

O comparecimento às urnas foi considerado excepcionalmente alto - em alguns locais, sem precedentes na história.

Além de votar para presidente, os americanos escolheram na terça-feira novos deputados federais e renovaram um terço das cadeiras do Senado.

Em ambas as casas legislativas, os democratas conseguiram ampliar sua maioria, o que deve ajudar Obama a aprovar seus projetos.

Os novos parlamentares devem assumir seus cargos em 3 de janeiro.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG