Bancos de EUA, Europa e Japão anunciam ação coordenada

Os bancos centrais de diversos países anunciaram nesta quinta-feira medidas coordenadas para tentar conter a crise nos mercados financeiros globais. Entre as medidas, está a injeção de bilhões de dólares para garantir a liquidez dos mercados financeiros.

BBC Brasil |

    O Federal Reserve, o banco central americano, anunciou que vai injetar US$ 180 bilhões no mercado financeiro, diante da crise nas bolsas de todo o mundo.

    O dinheiro do banco central americano servirá para trocas temporárias de moedas entre os bancos com taxas de câmbios diferenciadas, para aliviar a pressão sobre o dólar.

    A medida do Federal Reserve é coordenada com a ação dos bancos centrais de Canadá, da Grã-Bretanha, da União Européia, do Japão e da Suíça.

    Os bancos centrais da Grã-Bretanha e da Europa vão liberar US$ 40 bilhões e US$ 55 bilhões, respectivamente.

    "Os bancos centrais continuam trabalhando muito próximos, e tomarão as medidas necessárias para lidar com as pressões contínuas", afirmou o banco central europeu, em nota.

    A medida coordenada foi tomada quatro dias depois do agravamento da crise nos mercados financeiros nacionais, que já vinham atravessando turbulência desde o ano passado.

    Nesta semana, a quebra do tradicional banco americano Lehman Brothers e a compra do Merrill Lynch pelo Bank of America, em uma operação de resgate, provocaram a queda nas bolsas de todo o mundo.

    Na quarta-feira, o governo americano anunciou que também teve de socorrer a AIG, uma das maiores seguradoras do mundo. Na Grã-Bretanha, o Lloyds TSB comprou o grupo HBOS .

    Opinião

    Serviço 

    Mais notícias

    Para saber mais

    Leia mais sobre a crise que atingiu o mercado financeiro

      Leia tudo sobre: crise nos euacrise nos mercados

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG