Banco Mundial não fornecerá ajuda financeira a vítimas em Mianmar

Kuala Lumpur, 20 mai (EFE).- O diretor-executivo do Banco Mundial (BM), o salvadorenho Juan José Daboub, disse hoje em Cingapura que a entidade não poderá fornecer assistência financeira às vítimas do ciclone Nargis em Mianmar (antiga Birmânia), por não cooperar desde 1998 com esse país governado por uma Junta Militar.

EFE |

Daboub disse que o BM mantém a política de não fornecer dinheiro aos membros morosos no pagamento de suas dívidas.

O ministro de Assuntos Exteriores birmanês, Nyan Win, indicou na segunda-feira em Cingapura - durante reunião com seus colegas dos países da Associação de Nações do Sudeste Asiático (Asean) - que os danos causados pelo ciclone chegavam a US$ 10 bilhões.

Os dados oficiais da catástrofe confirmam 77.738 mortos, 55.917 pessoas desaparecidas e cerca de 2,5 milhões de desabrigados no sul de Mianmar, região devastada pelo "Nargis" entre 2 e 3 de maio. EFE snr/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG