Banco Mundial cancela por 5 anos pagamento da dívida do Haiti

WASHINGTON (Reuters) - O Banco Mundial anunciou nesta quinta-feira a suspensão do pagamento da dívida do Haiti por cinco anos, enquanto o Fundo Monetário Internacional (FMI) disse que seu empréstimo proposto ficaria isento de juros até 2011 para ajudar o país a se reconstruir. Tais medidas por parte das instituições internacionais ajudariam a liberar mais recursos para a reconstrução da nação caribenha, devastada por um forte terremoto na semana passada.

Reuters |

"Estamos trabalhando para encontrar um caminho a fim de cancelar a dívida remanescente", disse o Banco Mundial em um comunicado. Atualmente, a dívida do Haiti com a instituição é de 38 milhões de dólares.

A porta-voz do FMI, Caroline Atkinson, disse a jornalistas que o empréstimo proposto pela entidade ao Haiti de 100 milhões de dólares será decidido em 27 de janeiro pelo conselho, formado por países membros.

O empréstimo livre de juros ao Haiti faz parte de uma mudança anunciada no ano passado pelo FMI em meio à crise financeira de congelar o pagamento de juros sobre os empréstimos concedidos a todos os seus devedores mais pobres até o fim de 2011. Depois disso, o juro seria de 0,5 por cento ou menos.

Devido às proporções da destruição, Atkinson disse que os doadores podem estar dispostos a considerar uma outra rodada de cancelamento da dívida para o Haiti. O FMI e o Banco Mundial cancelaram no ano passado uma dívida de 1,2 bilhão de dólares.

(Reportagem de Lesley Wroughton)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG