Tóquio, 21 dez (EFE).- O Banco (Central) do Japão (BOJ, na sigla em inglês) disse hoje que a economia do país continuará melhorando, mas a um ritmo moderado, graças à recuperação gradual da produção e das exportações.

Em seu relatório econômico mensal, o BOJ destaca que o consumo privado, especialmente o de bens duráveis, aumentará, impulsionado pelas medidas de estímulo e a despeito da "grave situação" do mercado de trabalho.

A entidade disse ainda que os investimentos empresariais a curto prazo permanecerão praticamente estagnados e que o lucro das empresas seguirá "baixo", ao passo que os investimentos públicos "diminuirão gradualmente".

Em relação à deflação, um dos maiores problemas da economia japonesa, o BOJ espera que a "queda anualizada dos preços ao consumidor acabe moderada" pela alta dos preços do petróleo.

A avaliação do Banco do Japão coincidiu com o anúncio de um superávit comercial em novembro de 373,930 bilhões de ienes (2,882 bilhões de euros), possibilitado pela recuperação das exportações, especialmente das destinadas à China, que aumentaram pela primeira vez em 14 meses.

O Ministério das Finanças também confirmou hoje que a produção industrial em outubro subiu 0,5% em relação ao mês anterior, em sua oitava alta mensal consecutiva. EFE mic/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.