Banco do Caribe fornecerá US$ 700 mil ao Haiti após o terremoto

Santa Lúcia, 13 jan (EFE).- O Banco de Desenvolvimento do Caribe (CDB, na sigla em inglês), com sede em Barbados, fornecerá US$ 700 mil para ajudar de forma imediata o Haiti pelos efeitos devastadores do terremoto que atingiu o país na terça-feira.

EFE |

Segundo o comunicado, o CDB fornecerá US$ 200 mil para água potável, comida, remédios e alojamentos temporários e US$ 500 mil para a restauração urgente de infraestruturas e serviços.

"Nossa mais profunda solidariedade está com o Governo e os residentes no Haiti, que lutam contra esta enorme tragédia", assinalou.

"Os efeitos do terremoto no povo e na economia são catastróficos, especialmente quando tinham feito progressos significativos para superar os desafios de desenvolvimento no longo prazo. Haiti precisa de uma considerável ajuda internacional", acrescentou o banco.

Um terremoto de 7 graus na escala Richter, com epicentro a 15 quilômetros de Porto Príncipe, sacudiu o país na noite de terça-feira e teve três réplicas menores de 5,9, 5,5 e 5,1 graus.

O Exército brasileiro confirmou que pelo menos 11 militares do país que participam da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti (Minustah) morreram em consequência do terremoto.

A brasileira Zilda Arns, fundadora e coordenadora da Pastoral da Criança, ligada à Igreja Católica, também morreu na tragédia. EFE es/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG