Banco Central europeu eleva taxa de juros

O Banco Central Europeu (BCE) elevou as taxas de juros pela primeira vez em um ano nesta quinta-feira, numa tentativa de controlar a alta da inflação. O aumento, em 0,25 ponto percentual, ajusta a taxa básica de juros na zona do euro para 4,25% ao ano e foi impulsionado pela alta nos preços dos alimentos e do combustível.

BBC Brasil |

A inflação atingiu a taxa anual de 4% neste mês - a mais alta desde que os registros começaram a ser calculados, em 1996.

O aumento foi anunciado apesar das preocupações de que a economia na zona do euro estaria em um período de desaceleração.

"O aumento da taxa anunciado pelo BCE ressalta a determinação do banco em controlar a inflação, mesmo em meio aos registros de recuo no crescimento do Produto Interno Bruto (PIB)", disse a analista Jennifer McKeown, da empresa de consultoria Capital Economics.

Há também uma preocupação de que o aumento da taxa de juros possa causar uma desaceleração ainda maior na economia.

Dados divulgados nesta quinta-feira indicam que o setor de serviços da economia européia - que compreende desde bancos até hotéis - não expandiu pela primeira vez desde junho de 2003.

O índice Purchasing Managers (PMI) caiu para 49,1 em junho, comparado com 58,3 no mesmo período em 2007. Uma taxa menor que 50 indica que o setor estaria contraindo.

A desaceleração no setor de serviços na Espanha foi particularmente intensa, o que levoualgumas análises sugerem que o país estaria caminhando para uma recessão.

Petróleo
Mesmo antes do anúncio da decisão do BCE, a perspectiva de aumento dos juros europeus já mexia com o mercado de petróleo. O preço do barril tipo Brent atingiu novo recorde e o barril foi negociado a U$ 146 pela primeira vez. O light foi a US$ 145.

Após a divulgação, o barril tipo Brent recuou um pouco para US$ 143 e o light para US$ 142,49.

Paralelamente, o dólar afundou em uma queda de dois meses com relação ao euro.

O presidente da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), Chakib Khelil, já havia dito à BBC na quarta-feira que um aumento nas taxas de juros poderia causar um enfraquecimento do dólar em relação ao euro e, como conseqüência, transformar o petróleo em um investimento mais atraente.

Em outros locais da Europa, o Banco Central suíço aumentou sua taxa de empréstimo para 4,5% - um aumento de 0,25 ponto percentual, numa tentativa de combater a inflação.

A inflação subiu de maneira significativa e está em seu maior nível desde a metade da década de 90, diz um comunicado emitido pelo Riksbank.

O comunicado afirmou ainda que mais aumentos em taxas de juros podem estar por vir se os preços mundiais do petróleo e dos alimentos continuarem a subir.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG