Ban se une ao pedido do CS para cessação de violência em Gaza

Nações Unidas, 28 dez (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, se uniu hoje ao apelo do Conselho de Segurança (CS) para a cessação imediatamente de todo ato de violência e atividades militares em Gaza, e pediu a Israel que permita chegar a ajuda humanitária à região.

EFE |

"Ban lamenta que a violência continue hoje e, mais uma vez, pede energicamente para que parem imediatamente todos os atos de violência", assegurou Michele Montas, porta-voz do secretário-geral, através de um comunicado.

No texto se assegura que "Ban está entristecido com as baixas palestinas, entre elas oito pessoas em formação da Agência das Nações Unidas para os Refugiados Palestinos (UNRWA) e um membro do pessoal da UNRWA, assim como uma baixa israelense".

Ban também espera que "o apelo do Conselho de Segurança para que todas as partes atendam as necessidades humanitárias e econômicas em Gaza seja levado em conta plenamente, em particular o pedido de que Israel abra as passagens fronteiriças para permitir o fornecimento de provisões humanitárias".

Segundo as Nações Unidas, seu coordenador de Assuntos Humanitários nos territórios palestinos ocupados se reuniu hoje com funcionários israelenses e recebeu a garantia de que seria permitida a entrada em Gaza de todas as provisões humanitárias e de pessoal.

Essas garantias se somam, segundo Montas, "às dadas pessoalmente ao secretário-geral pelo primeiro-ministro (israelense, Ehud) Olmert e pela ministra das Relações Exteriores, (Tzipi) Livni".

A porta-voz detalhou que Ban falou nas últimas horas com o resto dos membros do Quarteto para o Oriente Médio (Estados Unidos, União Européia e Rússia), assim como com dirigentes regionais, entre eles Olmert, Livni, o presidente da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas, o presidente egípcio, Hosni Mubarak, e o secretário-geral da Liga dos Estados Árabes, Amre Moussa, para "evidenciar a necessidade urgente de restabelecer a calma em sua totalidade".

Explicou que Ban se mantém em "estreito contato" com seu enviado, o coordenador especial das Nações Unidas para o Processo de Paz no Oriente Médio, Robert Serry, e a comissária-geral da UNRWA, Karen AbuZayd, que está em Gaza. EFE mgl/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG