frustrado com falta de progresso em Mianmar - Mundo - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Ban se diz frustrado com falta de progresso em Mianmar

Nações Unidas, 11 set (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, reconheceu hoje que se sente frustrado pela reticência da Junta Militar de Mianmar (antiga Birmânia) em dar passos concretos no processo de negociação com seus opositores para democratizar o país.

EFE |

"Compartilho a frustração que muitos sentem com relação a situação em Mianmar", disse Ban em coletiva de imprensa para explicar suas prioridades na nova sessão da Assembléia Geral que começa no dia 16 de setembro.

Ele afirmou que não viu "o progresso político que esperava" e pediu ao Governo birmanês que dê "passos tangíveis para criar um processo político crível que inclua a todos e gere progresso em matéria de direitos humanos".

O enviado especial da ONU para Mianmar, o nigeriano Ibrahim Gambari, também disse estar frustrado como Ban e prometeu informar ao Conselho de Segurança sobre sua última viagem ao país asiático entre 18 e 23 de agosto.

O enviado especial reconheceu que o resultado de suas gestões "está abaixo que o esperado, particularmente em relação à libertação de presos políticos e ao reatamento do diálogo entre o Governo e Daw Aung San Suu Kyi", líder opositora e prêmio Nobel da Paz que está sob prisão domiciliar.

"Minha opinião é que é imperativo que o Governo de Mianmar deve nesta conjuntura oferecer resultados tangíveis", afirmou. EFE jju/rb/rr

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG