Ban pede renovação do multilateralismo para discutir crises globais

Nações Unidas, 17 set (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu hoje aos líderes que comparecerão na semana que vem à Assembleia Geral da entidade para que se comprometam a renovar o multilateralismo, com o objetivo de abordar com eficácia as crises globais como a mudança climática, o desarmamento e a pobreza.

EFE |

O principal responsável da ONU advertiu que a comunidade internacional entra em um período "crucial", no qual deverá atuar de forma decidida em várias frentes.

"Considero que esta é a hora de iniciar uma renovação do multilateralismo que consiga oferecer verdadeiros resultados ao povo", afirmou Ban em entrevista coletiva.

O secretário-geral abrirá no próximo dia 23 a 64ª Assembleia Geral das Nações Unidas.

Um dia antes, mais de 100 chefes de Estado e de Governo assistirão à cúpula sobre a mudança climática convocada por Ban para impulsionar as negociações de um acordo global que viria a substituir o Protocolo de Kioto.

O secretário-geral ressaltou que este encontro será o maior já realizado para combater o aquecimento do planeta, um fenômeno "que demonstra como nenhum outro a necessidade de uma solidariedade global".

Ban se mostrou otimista quanto à possibilidade de aprofundar durante a Assembleia Geral o progresso no campo do desarmamento, particularmente após os novos compromissos de Estados Unidos e Rússia no tema.

No dia 24 deste mês, Obama presidirá uma reunião do Conselho de Segurança da ONU dedicada à não-proliferação e ao desarmamento nuclear.

"Temos o vento a favor e, com o impulso dos líderes, podemos fazer entrar em vigor o Tratado de Proibição Total de Testes Nucleares", opinou o secretário-geral.

Ban também estará presente na cúpula do Grupo dos Vinte (G20, que reúne os países desenvolvidos e os principais emergentes) que será realizada em Pittsburgh (EUA) nos próximos dias 24 e 25. EFE jju/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG