Ban pede que crise não cesse luta contra mudança climática

Nações Unidas, 7 out (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu hoje aos líderes políticos que cumpram seus compromissos sobre ajuda ao desenvolvimento e a luta contra a mudança climática apesar dos efeitos da crise financeira na economia mundial.

EFE |

"Por mais grave que seja, a crise financeira (...) acabará sendo superada, e o que devemos fazer é assegurar que as prioridades importantes das Nações Unidas sejam resistentes às turbulências financeiras internacionais", disse Ban em coletiva de imprensa.

"O terremoto em Wall Street sentido por todos não abalou nosso compromisso" com a luta contra a pobreza extrema respaldada nos oito Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), ressaltou.

"Os bancos podem estar quebrando, mas bilhões de pessoas mais pobres do planeta podem depositar sua confiança em nós", apontou.

Ban desprezou as advertências de que a crise financeira afetará os compromissos dos países mais industrializados sobre financiamento ao desenvolvimento.

"Anima a generosidade desses compromissos dado o clima econômico que temos, seu significado que o mundo não se esquece das necessidades dos mais pobres por mais difíceis que sejam os tempos", assegurou Ban. EFE jju/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG