Ban pede Governo de união nacional no Zimbábue

Nações Unidas, 30 jan (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu hoje ao Governo e ao principal partido opositor do Zimbábue, que concordaram em formar um Executivo de união nacional, para abordar a grave crise econômica e humanitária que sofre o país africano.

EFE |

A porta-voz da ONU, Marie Okabe, disse que Ban recebeu com agrado a decisão do Movimento para a Mudança Democrática (MDC) de se somar ao governista União Nacional Africana do Zimbábue-Frente Patriótica (Zanu-PF) em um Governo de união nacional.

Ela afirmou que as Nações Unidas se comprometem a apoiar a implementação do acordo de paz de 15 de setembro, que tentou colocar fim à crise política no Zimbábue, e pediu aos dois partidos políticos para cumpri-lo.

"O secretário-geral pede ao novo Governo para adotar todas as medidas necessárias para abordar as crises humanitária e econômica do país e para respeitar as liberdades democráticas", acrescentou.

O líder do MDC, Morgan Tsvangirai, foi o encarregado de anunciar em Harare a decisão da legenda de oposição de aceitar a decisão adotada na segunda-feira em Pretória pela Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC). EFE jju/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG