Ban oferece ajuda ao Chile após o terremoto

Nações Unidas, 27 fev (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, expressou hoje a disposição do organismo multilateral para ajudar ao Chile, que nesta madrugada sofreu um forte terremoto que causou pelo menos 82 mortos.

EFE |

Ban "acompanha muito de perto a evolução dos eventos, incluindo o risco de tsunami no Pacífico, após esse intenso sismo ocorrido no Chile", assinalou o porta-voz das Nações Unidas, Martin Nesirky, através de um comunicado de imprensa.

Um terremoto de 8,8 graus na escala Richter ocorreu hoje às 03h36 com epicentro na sulina região chilena do Bio-Bio, a 500 quilômetros de Santiago e cerca de 90 quilômetros ao sudeste de Concepción, a capital regional.

A catástrofe natural causou pelo menos 82 mortos, além de importantes danos materiais no centro e sul do Chile, um dos países mais sísmicos do planeta e foi, segundo os analistas, 50 vezes mais poderoso que o que devastou ao Haiti em 12 de janeiro.

O terremoto pode ser sentido na Argentina e na cidade de São Paulo. EFE emm/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG