Ban nomeia Peter Galbraith para missão no Afeganistão

Nações Unidas, 25 mar (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, nomeou hoje o americano Peter Galbraith como o número dois da missão do organismo no Afeganistão, no momento em que a comunidade internacional está reavaliando sua estratégia no país asiático.

EFE |

A porta-voz da ONU, Michèle Montas, disse que Galbraith substituirá no cargo de enviado especial adjunto para o Afeganistão o canadense Christopher Alexander, que ocupou o posto nos últimos três anos.

Montas negou as informações surgidas em alguns meios de comunicação de que o enviado especial da ONU para o Afeganistão, Kai Eide, tinha tentado impedir a nomeação do americano.

Segundo essas mesmas versões, Eide mantém relações ruins com o novo representante especial dos EUA para o Afeganistão e Paquistão, Richard Holbrooke, que é considerado valedor de Galbraith.

"Os senhores Galbraith e Eide são amigos, e foram durante muitos anos", disse Montas.

A porta-voz disse que Ban decidiu nomear Galbraith, porque "acha que é o melhor candidato para esse cargo".

Afirmou que o diplomata americano, de 58 anos e filho do célebre economista John K. Galbraith, conta com uma longa carreira na política externa dos Estados Unidos.

Ele tem "muitos anos de experiência em matéria de política de segurança e humanitária que ganhou na gestão de negociações em lugares como a antiga Iugoslávia, Iraque e Timor-Leste", acrescentou.

Galbraith atualmente colaborava com o Centro para o Controle de Armas e a não-proliferação, uma organização americana destinada ao fortalecimento da segurança internacional, e é fundador de uma empresa especializada em negociações internacionais, segundo um perfil biográfico divulgado pela ONU.

Durante sua etapa como embaixador dos EUA na Croácia, entre 1993 e 1998, teve papel relevante nas gestões diplomáticas sobre as guerras que seguiram à desintegração da Iugoslávia. EFE jju/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG