Ban lamenta morte de preso cubano em greve de fome

Nações Unidas, 22 mar (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, lamentou a morte, em fevereiro passado, do preso político cubano Orlando Zapata, que estava em greve há quase três meses, disse hoje o porta-voz das Nações Unidas, Martin Nesirky.

EFE |

"O secretário-geral se une a outros ao expressar seu profundo pesar pela morte de Orlando Zapata em Cuba", afirmou Nesirky, em resposta a uma pergunta da imprensa.

Zapata morre em 23 de fevereiro num hospital de Havana, para onde tinha sido levado com a saúde já abalada por 85 dias de greve de fome em um presídio.

A morte do dissidente, que cumpria pena de 36 anos, gerou uma ampla condenação internacional, particularmente na Europa e nos Estados Unidos. EFE jju/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG